5 de jan de 2011

Às vezes acordamos um pouco indispostos com tudo, um sentimento estranho e um olhar distante para as coisas que desejamos alcançar. Então questionamos nosso coração, inclinamos nosso pensamento à Deus e ficamos sem entender se essa sensação foi gerada no natural ou no espiritual. Mas de repente, depois de um tempo de batalha, conseguimos abrir nossos lábios e aos poucos vamos declarando o quanto precisamos do Senhor, e o quanto somos pequenos, dizemos que Ele é o nosso bem maior, que somos valorosos porque Ele habita em nós, pedimos seu perdão e sua graça. O ambiente vai tomando outra atmosfera, as lágrimas começam a rolar e um quebrantamento nasce de forma espontânea porque a presença Dele já se faz presente ali.  As palavras vão surgindo com mais intensidade, o lamento se transforma em declarações proféticas, as declarações proféticas vão gerando brados de louvor, a alegria do Pai e sua paz que excede todo entendimento inundam a alma e o espírito. Há um intercessor, que com gemidos inexprimíveis está ao nosso lado nesta hora, clamando por nós, intermediando nossa oração com o retorno que vem do céu. Aleluias, o sentimento estranho vai embora e a oração toma outro rumo, começamos a interceder por vidas, porque agora nos sentimentos mais fortes, queremos isso pra outras pessoas. Pedimos por cura, renovo, salvação, poder, graça, unção...e por aí vai.

Queridos, nem sempre vamos nos sentir fortes e alegres, mas Jesus que tem todos os elementos que temperam nossa vida, que dão sabor a ela, Ele que tem as palavras mais doces, que sacia a sede e refrigera a nossa alma, Ele pode nos elevar, pode nos fazer repousar em lugar de descanso.
Se olharmos para as circunstâncias não caminharemos mais, se olharmos para o homem não teremos mais prazer em realizar obras. É Cristo em nós a esperança da glória. O Reino dos céus é silencioso, começa pequeno, é semelhante ao fermento que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo esteja levedado. Esperamos coisas grandes, mas esquecemos que elas nascem das pequenas.

Que os nossos olhos possam estar fixos no Senhor, o Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, Aquele que foi, que É e pra sempre será! Aquele que usa as coisas loucas desse mundo para confundir as sábias. Que escolhe as que não são para confundir as que são, Aquele que tem a chave do inferno e da morte, que com uma palavra acalma a tempestade e muda a nossa história, Aquele que escreveu nossos dias antes mesmo deles existirem. Aquele que dá limite ao mar assim como tem o controle de tudo que há no céu e na terra.

Podemos não ter muita coisa, mas o que temos é suficiente pra nos fazer ter TUDO.

Seja edificado e abundantemente cheio da vida de Jesus neste dia!

O choro pode durar uma noite mas a alegria vem ao amanhecer.

Dayana Trindade

Nenhum comentário:

Postar um comentário