9 de nov de 2010


QUAL O TAMANHO DA 
TUA PORÇÃO?


"E uma mulher, das mulheres dos filhos dos profetas, clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao SENHOR; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos. E Eliseu lhe disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia. Partiu, pois, dele, e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; e eles lhe traziam as vasilhas, e ela as enchia. E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Traze-me ainda uma vasilha. Porém ele lhe disse: Não há mais vasilha alguma. Então o azeite parou. Então veio ela, e o fez saber ao homem de Deus; e disse ele: Vai, vende o azeite, e paga a tua dívida; e tu e teus filhos vivei do resto."
2 Reis 4:1 ao 7

O cerne da vida cristã é a fé. Nós servimos a Deus pela fé e alcançamos muitas das coisas  que Deus pode e deseja nos dar por ela.  Mas a bíblia é repleta de exemplos de atitudes e palavra de fé, os quais nos encorajam e nos motivam a continuar crendo.
Porém, é fato que na nossa caminhada somos abatidos por alguma situação e dependendo de como estiver nossa comunhão com o Senhor, nossa fé pode sofrer danos e até mesmo nos paralisar. Uma enfermidade, uma palavra, a incredulidade, os problemas financeiros, a espera de uma resposta , família.São muitos os meios que tentam sugar a nossa confiança em Deus.
Eu não sei se esta viúva andava se questionando sobre sua situação mas nós vemos ela tomando uma posição, ela vai e clama ao profeta Eliseu. Ela não se isola, nem guarda seus problemas a 7 chaves, como quem diz : "Aqui ninguém meche!" Não! Ela vai à procura de ajuda e procura pela pessoa certa, por um homem de Deus. Houve uma disposição em seu coração, ela buscou socorro.


É PRECISO TER UMA DISPOSIÇÃO EM NOSSO CORAÇÃO – 

Quando meu esposo, na época noivo, 4 meses antes do nosso casamento me disse que havia uma possibilidade dele estar com câncer, de primeiro momento sem entender eu disse: Isso não pode estar acontecendo, eu não aceito, temos uma vida de comunhão com o Senhor e perto de realizarmos um sonho vem essa enfermidade? Mas sempre houve uma disposição em meu coração de viver a perfeita, boa e agradável vontade de Deus em minha vida e por mais que aquele notícia tivesse caído como uma bomba pra nós, eu sabia que o Senhor estava no controle de todas as coisas. E por isso não me entreguei àquele problema, mas tentei ver os sinais de Deus nele.
A viúva também não se entregou, ela buscou ajuda, não chegou a dar seus filhos como escravos para pagar seus débitos antes de tentar uma última quem sabe chance de se salvar e salvar aos seus filhos. 

“A esperança adiada desfalece o coração, mas o desejo atendido é árvore de vida.” Pv 13:12


NÃO DEVEMOS NOS ENTREGAR DIANTE DOS PROBLEMAS –  “precisamos ter esperança Nele”

Antes mesmo de termos a certeza de que Júlio estava com câncer, nós nos posicionamos. Buscamos o socorro do alto, muita oração, muito jejum. Procuramos o povo de Deus para se unir a nós na peleja. No dia do aniversário do Júlio, eu fui com ele pegar o resultado da biópsia e então foi confirmada a doença e ouvimos palavras difíceis do médico. Mas ao sairmos do consultório entrando no carro, ao invés de olharmos um para o outro dizendo: “precisamos adiar nosso casamento”, nós continuamos crendo no poder daquele que já havia feito tantas coisas em nossas vidas e ainda faria muito mais.


  PRECISAMOS SER SINCEROS– admitir nossa situação não significa humilhação nem derrota

Ao ouvir a viúva, o profeta perguntou o que ela tinha em casa.  E ela foi sincera, disse que não tinha nada senão uma botija de azeite. Tudo o que temos, tudo o que confiamos ao Senhor trará a medida que necessitamos. O profeta deu uma direção a mulher, verso 3 e ela não hesitou, nem questionou mas obedeceu.
A voz de comando do Senhor a nós quando começou o tratamento de quimioterapia do Júlio foi: Confiem e obedeçam.  E nós assim fizemos, eu não ouvi durante todo o processo o Julio reclamar uma só vez.
Precisamos confiar em Jesus, entregar nossas emoções, nossas fraquezas a Ele, entregar nossa vida, nossa família, nossos bens, nossa porção a Ele.  

PRECISAMOS CONFIAR – ter fé

A viúva confiou e obedeceu , recolheu os vasos o quanto pode e foi enchendo cada um deles. Entregou o pouco que tinha e o pouco junto à fé e obediência foi se tornando muito.
A medida em que íamos crendo e descansando no Senhor os seu sinais de cuidado na vida do meu esposo foram se tornando cada vez mais nítidos. E o problema foi reduzido , o sofrimento foi reduzido e a vitória foi conquistada.

Entregue a tua porção ao Senhor, ainda que seja tão pouco. Ele fará tua vida transbordar!
Deus te abençoe

DaY

Um comentário:

  1. Maravilhoso texto, ótima perspectiva desta história de confiança.

    ResponderExcluir